PARA SUGESTÕES & ANÚNCIOS

© 2008  RPG Planet | Tchelo e Lina Pascon.

 Desenvolvido por Webcraft Comunicação Ltda.

Notícias!

RPG Planet vai marcar presença no lançamento da versão brasileira de D&D 5E
Conheça os Locathah, nova raça jogável de D&D 5E
Vampiro: A Máscara 5ª edição vai chegar ao Brasil pela Galápagos Jogos
Show More

Fórum

Jul 2

Porque os atributos não podem passar de 20? D&D 5e

3 comentários

eu tenho começado a estudar o sistema de D&D 5e agora, sendo leigo em RPG's, e toda classe possui incremento de habilidade, mas elas alertam que não se pode passar de 20 o número dos atributos por meio de incremento de habilidade, sendo que na tabela de valor de habilidade no livro do jogador vai até 30, então pelo que eu entendi tem uma forma de se chegar a atributos 21 ou maiores, mas não entendi como, já que todos os talentos que eu vi também dizem que pode aumentar para no máximo 20. Tem como eu ter uma habilidade com mais de 20 pontos? se sim, como?

Ok, essa dúvida é justa.

Quando GG criou o D&D ele pensava em duas formas de se jogar, uma com o D20 e outra com D6. Quando vc tira seus atributos originais, os PJ poderiam ter (e ainda podem) valores entre 3 e 18. Na versão D20 esses valores criam modificadores (assim como na 5a edição) e estabelecem dificuldades para se atacar contra (como uma passiva). Nas regras de D6 vc tinha que tirar um resultado menor ou igual a sua habilidade (como em Chamado de Cthulhu), jogando 3D6 para testes fáceis, 5D6 para difíceis e 4D6 para rotineiro. A forma D6 não foi para frente, mas ainda é usada como alternativa por alguns grupos.

Em outras edições (AD&D, D&D3.0, D&D3.5 [não sei dizer sobre a 4.0]) você não só poderia passar de 20 e se aproximar de 30 em pontos de habilidade como em nível de personagem. Porém personagens de nível 20 já são quase semi-deuses, nível 30 eles são mais poderosos q os deuses. Por conta de furos nas regras começaram a aparecer personagens jogadores comuns com força, inteligência ou seja lá oq for equivalente a dos deuses, e isso era prova de design ruim.

Na quinta edição os seres (monstros) foram divididos em cinco rankings de poder: minion, mundano, comum, potente e divino (isso não aparece nas regras, mas está em entrevistas da época do D&Dnext). Esses seres so poderiam ter uma habilidade pontuada em no máximo 12, 15, 20, 25 ou 30 respectivamente. Os projetores da quinta edição decidiram q os PJ deveriam como a maioria dos NPC humanoides seriam seres comuns (máximo 20) voltando para as regras originais de GG. Para que não se tornassem criaturas desbalanceadas, os projetores restringiram os níveis a cima de 20 para PJ.

Basicamente por isso não se pode ter mais q 20 na 5e

GG=Gary Gaygex, co-criador de D&D

Existem algumas formas de subir mais que 20, como por exemplo, se você chegar ao nivel 20 de Barbaro, você ganha 4 pontos em Força e Constituição e seu maximo aumenta ate 24 nessas duas habilidades. Tambem existem os Tomos e Manuais que podem aumentar seus atributos e seu maximo em 2 e somem por 100 anos, só é uma pena que são itens raros o suficientes pra achar somente uma vez por campanha.

Posts Mais Recentes
  • No D&D 5E Digamos que eu seja um ladino e use duas adagas, quando eu rolar o ataque com minha ação e ação bônus, posso usar a soma da proficiência no acerto do ataque da segunda mão? Sei que não posso usar o modificador no dano, mas não achei no livro se eu posso ou não usar a soma da proficiência no acerto da segunda mão.
  • Pessoal queria saber neste trecho se o patrulheiros ganha vantagem na iniciativa só quando atacado ou e em todas as lutas? Explorador Nato Você é um mestre em navegar pela natureza, e você reage de forma rápida e decisiva quando atacado. Esta característica lhe fornece os seguintes benefícios:  Você ignora terrenos acidentados.  Você tem vantagem em jogadas de iniciativa.  No seu primeiro turno de combate, você tem vantagem em jogadas de ataque contra criaturas que ainda não fizeram nenhuma ação
  • Olá pessoal! Todas as magias de destruição do paladino funcional do mesmo modo ?