PARA SUGESTÕES & ANÚNCIOS

© 2008  RPG Planet | Tchelo e Lina Pascon.

 Desenvolvido por Webcraft Comunicação Ltda.

Notícias!

RPG Planet vai marcar presença no lançamento da versão brasileira de D&D 5E
Conheça os Locathah, nova raça jogável de D&D 5E
Vampiro: A Máscara 5ª edição vai chegar ao Brasil pela Galápagos Jogos
Show More

Fórum

Abr 23

A Maldição de Tarzariuz

5 comentários

 

 

 

O Vilão!

Ha muito tempo, um necromante muito poderoso chamado Tarzariuz que tinha um conhecimento muito maior que qualquer outro necromante ou mago já existente na terra estava no caminho de se tornar um Lich e dar continuação a suas pesquisas malévolas. Então ele pediu a ajuda de seus três discípulos para auxiliá-lo no ritual de transformação, Kanin, Trasdan e o mais poderoso dos três, Dantis deixando assim sua filactéria imune a ataques magico e imune a ataques físicos. Juntos completaram o ritual, mas Dantis estava preocupado com o poder que seu mestre estava ganhado com o processo, então começou a trabalhar em uma magia poderosa que pudesse aprisionar Tarzariuz. Depois de muito, sua magia estava pronta, porém ele recebeu a noticia de Kanin de que Tarzariuz conseguira terminadar sua pesquisa e que ele teria criado uma magia poderosa que ao usa-la toda criatura viva teria sua alma roubada e transportada para a filactéria de seu mestre em uma grande explosão magica, deixando as criaturas atingidas de alguma forma com vida e transformando as em monstros que seriam imbuídos com magia necrótica e uma sede de sangue voraz transformando Tarzariuz em um deus. Espantado com a noticia ele chamou Trasdan para junto com Kanin aprisionarem seu mestre com a magia que Dantis criou.

Quando chegou a noite em que seu mestre usaria a magia destrutiva sobre as terras de todo o mundo, os três discípulos atacaram Tarzariuz com um suas magias deixando ele fraco para que Trasdan usa-se a magia de Dantis em sue mestre. A magia foi tão poderosa que causou uma grande onda magica deixando os quatro em uma espécie de petrificação que não poderia ser revertida ou curada. Dois dias depois, a cavalaria do reino mais próximo encontrou somente a estatua de Tarzariuz em pé com um estranho artefato em mãos que ele parecia proteger, então os cavaleiros não entenderão por que a explosão vista de suas cidades teria sido originalizada aonde só teria uma estatua, mas mesmo assim eles levaram a estatua para o seu rei. Ao se deparar com a estatua de um Lich o rei sorriu e pediu para que os cavaleiros colocassem-na no centro da cidade, dizendo que ele teria há muito tempo matado um Lich e essa estatua teria sido feita para mostrar sua gloria (como um sinal divino).

Depois de muitos anos uma ordem de paladinos teria recebido uma iluminação divina de seu deus (que na verdade é o Lich todo poderoso Tarzariuz falando mentalmente com eles no lugar de seu verdadeiro deus) dizendo que eles não eram dignos de ganharem sua magia e que estaria os abandonando, por que um deles avia quebrado o juramento sagrado e por isso toda a ordem teria que passar a eternidade nos nove infernos com suas almas nas mãos de diabos. Os paladinos enlouqueceram tentando descobrir quem avia cometido o crime e começaram a ficar psicóticos e matar uns aos outros ate sobrar somente sete deles na ordem inteira. Então outro suposto deus falou com eles (novamente era o Tarzariuz), dizendo que o deus deles teria os abandonado e que o único jeito deles se livrarem do sofrimento eterno era se tornando fieis a ele e então ele os protegeria. Todos os paladinos já perturbados e malucos toparam o acordo, assim corrompendo seu proposito e a si próprios, tornando se Cavaleiros Negros. A primeira tarefa deles seria encontrar um misterioso item magico muito poderoso que estaria na igreja central de um dos reinos do continente (Um item magico capaz de liberar Tarzariuz de seu aprisionamento de pedra) e que o novo deus piedoso deles, os ajudaria a completar a missão, dando a eles sete montarias que os levariam para qualquer lugar (Pesadelos:D #montaria).

 

A Aventura

Os aventureiros estavam dentro de uma taverna na cidade, quando um enorme Dracolich voando pela noite bombardeia as casas e coloca-as em chamas, logo depois ele faz um pouso na praça da cidade e sete Cavaleiros Negros em cima de Pesadelos cavalgando sobre a fumaça e cinzas emitida pelas casas em chamas. Um dos Cavaleiros grita, "A igreja, vamos procurar lá, aquele maldito bispo sabe aonde a gema sagrada esta!".

 

 

Agora vai por vocês, oque acharam?

 

Obs.: Tenho muita coisa planejada para essa campanha, mas eu queria compartilhar com as outras pessoas para saber que rumo isso toma para outros mestres. Na minha versão eu quero acabar a Saga com os aventureiros lutando junto ao exercito continental contra SETE Cavaleiros da Morte (expoiler) com o apoio do Lich e um exercito de mortos-vivos e até Dragões Lich se possível.

 

 

 

Eu esqueci de agradecer ao Tchelo que me fez ter essa ideia no vídeo sobre o Pesadelo.

Mai 3

Valeu! ficou massa!

Caraca... 7 caveleiros da morte? Dracolich? Seus personagens tão nivel no minimo 17 né?

Na verdade são cavaleiros negros (Guia do volo para monstros), e não não e necessário o confronto direto entre os personagens, é mais para eles entenderem oque esta acontecendo com a região. O Dracolich e os cavaleiros negros não confrontam os aventureiros nessa etapa, o objetivo seria ajudar as pessoas que esta feridas.

Posts Mais Recentes
  • Eu sou um mestre novo, mestrei umas 3 campanhas anteriores que duraram apenas 1 sessão kkkk. Achei um mapa pronto na internet e já consegui pensar em alguma coisas pro cenário: A aventura vai começar em uma taverna chamada Bárbaro Rastejante na cidade de Surothel, durante uma festa a filha do taverneiro é assassinada por um Doppelgänger que é um assassino de aluguel famoso no continente inteiro. A filha do taverneiro ia herdar um cajado mágico de sua tia, esse cajado aponta um grande tesouro, quando um herdeiro de alguma herança é morto, é tido como tradição um campeonato em um coliseu e o vencedor ganha a herança. Quem contratou o assassino foi um nobre que a muitos anos atrás teve um caso com a tia da herdeira, ele descobriu sobre a herança e matou a amante e sua herdeira com o objetivo de ganhar a batalha no coliseu e assim ficar com a herança. Os PJ's vão ser contratados pelo taverneiro para descobrir quem matou sua filha e o por quê. Até agora eu pensei nisso, eu queria pedir ajuda sobre como prosseguir a história a seguir, algumas ideias de cenário, NPC's e qualquer comentário sobre a aventura. Obrigado.
  • Fala pessoal, Uns meses atrás eu decidi narrar minha primeira aventura. E apesar de já ter lido livros de aventuras prontas, eu preferi criar minha própria. A ideia da aventura: Aventureiros que se conhecem (ou não) estão em uma taverna ou descansando a beira da estrada, quando uma tempestade de neve muito forte quebra a paz do lugar, trazendo terror e desespero para todos. Essa tempestade traz um exército de esqueletos com ela e os aventureiros tem que sobreviver, além do combate, ao frio incomum daquela tempestade. Essa tempestade é resultado de uma magia muito poderosa, lançada por um lich que deseja tornar o mundo uma necrópole. Ele fez isso a mando de um lorde demônio de ums dos nove infernos. Eu consegui narrar as primeiras 3 sessões. Só que depois disso eu fiquei sem ideias de como fazer os jogadores avançarem na história. Eu pesquisei várias coisas sobre forgotten realms, no local onde eles tinham conseguido abrigo, mas só tive a ideia depois que já tinha cancelado o rpg... Vocês podem me ajudar com alguma ideia sobre como evoluir os personagens até eles terem capacidade de matar um lich, dando aos jogadores aquela sensação de que a cada passo que eles dão, ficam cada vez mais perto do embate que pode custar as vidas, não somente deles, mas de todo o mundo?
  • estou com uma dúvida de como fazer uma estrutura da historia de rpg de uma forma dinamica. Pode me ajudar?