top of page

Comentários do Fórum

Estalagens e Tavernas Peculiares
In Ideias de aventuras
Ricardo Marques
18 de abr. de 2019
Taverna Silenciosa Essa estranha taverna(eu criei inicialmente para usar em uma taverna no underdark) é a mais estranha possível, e isso se deve ao seu tavernairo. Vulard, é o feliz dono da taverna, mas o que o torna tão peculiar é que ele é um miconid, um fungo inteligente com estranhos poderes telepáticos. TODA a taverna é coberta com uma nuvem brilhante que permite que todos consigam se comunicar telepaticamente, com exceção de mortos-vivos, elementais e constructos. Isso torna a taverna extremamente silenciosa(dai o seu nome), e um excelente local de reunião para as diversas raças quando não conseguem se comunicar. Outra peculiaridade é a habilidade de Vulard como alquimista e cervejeiro. Ele criou receitas exclusivas, que não divida com ninguém, de como criar poções com sabor das mais diversas cervejas do Reino. Então um aventureiro pode desfrutar de sua querida cerveja escura ao mesmo tempo que cura seus ferimentos! Vulard vende livremente suas cervejas especiais, mas jamais revela sua receita, e fica nervoso com qualquer insistência sobre o assunto. Mas o que torna ele realmente nervoso e ate agressivo são as brigas em sua taverna! Ele não tolera qualquer ato de violência, e ainda que poderosos aventureiros ou criaturas tenham poder para enfrentar Vulard, todos temem os tremores quando isso ocorre. Quando começa uma briga que Vulard não consegue acabar um forte tremor começa em toda a taverna e localidades próximas, e um rugido vem de baixo da terra. ninguém sabe que tipo de criatura vive sob o chão da taverna, e muitos sabem que os miconides soberanos conseguem controlar o corpo de bestas mortas. Seja lá o que vive abaixo da taverna, consegue intimidar mesmo criaturas poderosas e orgulhosas!
0
0
A masmorra da mente
In Ideias de aventuras
Ricardo Marques
28 de fev. de 2018
Que bom que gostou. Eu particularmente achei a sessão excelente, principalmente porque a jogadora novata tem interesse em mestrar e teve o primeiro contato dela, e como ela não domina as regras muito bem, eu fiquei auxiliando nessa parte(e puxando a orelha quando os jogadores queriam extrapolar um pouco). Essa parte do treinamento foi apenas uma das cenas com certa impacto. Antes de sugerir determinadas cenas eu conversei pessoalmente com a jogadora, falando as cenas e se alguma poderia ofender ela e etc, pois algumas partes foram destinadas a maiores. Por exemplo: Ela tinha abandonado Waterdeep e deixado seus pais lá na cidade após um incidente onde um amigo e seu padrinho foram mortos por pessoas corruptas na guarda de Waterdeep. Quando eles retornaram ela ficou sabendo que sua mãe foi assassinada pelo culto do dragão(na verdade não foi o culto do dragão, mas cultistas de nyarlathotep que manipulou o grupo para eliminar seus inimigos do culto do dragão), e nesse meio tempo(já tinha quase 1 ano) ela ficou com ciumes de uma empregada da casa de seu pai, que era um pouco intima dela, e rolou ate algumas brincadeiras dela e dos demais jogadores. No sonho o demônio para fragiliza-la ainda mais fez uma cena onde envolvia a mãe morta e o pai e a empregada de forma mais intima, onde o pai com uma especie de bisturi(ele era medico) tentou atacar os jogadores. Eu fiquei animado porque via a cara da jogadores como se realmente estivesse sentindo aquilo. Cada vez que acontecia uma cena, ela entrava mesmo no personagem, e quando falava que os personagens do grupo estava pressionando ela a fazer coisas que ela não concordava, parecia que era ela mesmo falando "Deixa eu jogar do meu jeito, #$%@#!!" e isso tornou a sessão unica. Mais detalhes seria complicado, porque envolveria o preludio da jogadores(umas 3 paginas) e o diário da campanha(umas 2 paginas, criado inclusive pela jogadores). Por isso vim agradecer, pois foi uma sessão que realmente marcou a campanha. A imagem é de algumas respostas após a sessão(sempre crio uma enquete para os jogadores darem seu feedback). O Caio Rocha é o namorado da jogadores novata(que foi morto por ela e foi a primeira morte da campanha depois de quase 1 ano jogando quase toda semana^^). Mals o textão.
Content media
2
0
A masmorra da mente
In Ideias de aventuras
Ricardo Marques
28 de fev. de 2018
Cara, tive que voltar aqui para fazer 2 coisas importantes. Primeiro gostaria de agradecer pela excelente ideia! Caiu como uma luva em uma situação que passei(uma jogadores faltando) e terminou virando algo incrível, e essa é justamente a segunda coisa que gostaria de fazer. Relatar como foi a sessão. Uma jogadora novata da minha mesa precisou faltar uma sessão, então usei a ideia da possessão demoníaca onde eles entraram na mente da jogadora. Ela tinha feito um preludio relativamente longo e aproveite para explorar ele, mas não deu tempo de fazer quase nada. Ela era uma paladina criada em Waterdeep e apenas mostrei o inicio de sua vida, quando ela se escondia atrás de um armário de armas para ficar vendo os guerreiros treinando. Coloquei os guerreiros com aparência bestial e treinando com corpos de pessoas reais, como se fosse uma forma do demônio fragilizar a personagem, e ela(a jogadora) realmente estava "fragilizada" com algumas ações que ela tomou durante a sessão, mas só deu para trabalhar isso em umas 4 horas(teve muito RP dos jogadores). Na outra semana a jogadora iria participar, então tive uma ideia. Ela virou uma "mestra assistente", e na outra semana foram 2 mestres(ela descrevendo ações e etc e eu cuidando das regras). Falei com ela algumas coisas que queria trabalhar e ela deu outras ideias, e mesmo ela um pouco travada(novata), a sessão foi excelente! O climax final, foi resultado de uma sessão anterior(uns 3~4 meses atrás) onde uma tierfling criança(eles ficaram na duvida se era tierfling ou demônio mesmo) foi perseguida e morta por um gigante. Eles ficaram apenas olhando, pois não queriam se meter. Ela ficou doida para ajudar e deu para perceber que aquilo a deixou incomodada, mas não queria contrariar os outros jogadores e talvez meter eles em uma confusão, e ela interpretou o demônio afirmando que eles, mesmo sem querer, estavam prejudicando e abalando o psicológico da personagem, e por isso permitiu o demônio tomar o controle. No fim, tudo deu certo(acabou a possessão) e foi minha primeira experiência com 2 mestres na mesa, e a primeira vez que ela mestrava algo, e ainda fechou com chave de ouro matando o ranger do grupo, que por sinal, é o namorado dela. kkkkkkkkkkkkk
2
0

Ricardo Marques

Mais ações
bottom of page